Inframoura

Zonas de Coexistência

06/05/2020
Zonas de Coexistência
Zonas de Coexistência

A Inframoura instalou recentemente em algumas artérias de Vilamoura, mais concretamente em áreas residenciais, sinais de transito que informam que o automobilista se aproxima de zonas de coexistência, tendo como base as alterações, em vigor desde o dia 20 de abril, promovidas pelo Decreto Regulamentar n.º 6/2019, de 22/10/2019, aprovadas ao abrigo do novo Plano Estratégico Nacional de Segurança Rodoviária (PENSE 2020), onde se inclui a consagração e sinalização específica para as zonas de coexistência e onde vigoram regras especiais de trânsito.

As áreas de carácter maioritariamente residencial são o foco desta medida, pelo facto de nas mesmas poderem ser realizadas atividades de lazer, de se estabelecerem convivências familiares e de vizinhança e de sobretudo estas áreas poderem ser prolongamentos das próprias residências, constituindo desta maneira um espírito de bairro com todas as vantagens de aproximação, relacionamento e aumento da qualidade de vida, que cada vez mais se privilegia nos dias de hoje.

Esta pretende ser, a par de diversas iniciativas e projetos implementados pela Inframoura, nomeadamente passadeiras sobrelevadas, semaforização inteligente, painéis de informação de tráfego, parques de estacionamento alternativos, entre outros, uma medida que visará o aumento da qualidade da mobilidade neste território. O aliviar de tráfego no centro de comercio e serviços, a redução de velocidade em artérias principais e em zonas residenciais, contribuirá para um aumento cada vez maior do respeito pelo peão que inevitavelmente se traduzirá na elevação dos padrões de qualidade de mobilidade deste território.

Os primeiros sinais foram colocados na Urbanização Terraços do Pinhal, mas o projeto prevê a abrangência a outras áreas de Vilamoura com as mesmas características.